Evento APDC

05.12



Para o desenvolvimento de ações conjuntas no espaço da lusofonia

APDC e AICEP assinam protocolo de cooperação

A APDC – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações, e a AICEP - Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa, acabam de assinar um protocolo de colaboração. Este protocolo visa o desenvolvimento de ações conjuntas para a promoção do desenvolvimento das empresas de comunicações dos Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). Nomeadamente a realização de encontros e espaços de reflexão e debate, fóruns e seminários sobre temas de elevado interesse, tanto pela sua atualidade, como pela sua utilidade e aplicação. Nos termos do protocolo, o objetivo é contribuir para que as empresas no âmbito das duas associações “possam melhor responder às suas necessidades operacionais e de negócio e melhor apreender a evolução do setor das comunicações, potenciando o respetivo desenvolvimento e crescimento num mundo cada vez mais global”.

Este protocolo foi assinado pelo Presidente da Direção da APDC, Rogério Carapuça, e pelo Presidente da Direção da AICEP, Caboz Santana, na primeira iniciativa em conjunto das duas associações, um jantar-debate realizado a 4 de dezembro, que teve como orador convidado Aristides Safeca, Secretário de Estado para as Telecomunicações de Angola. E que contou com a participação de mais de 200 pessoas.  

De acordo como Rogério Carapuça, sendo a APDC uma associação que agrega profissionais e empresas das tecnologias de informação e comunicação e media, que representam cerca de 8% do PIB português, a sua missão “é ajudar a desenvolver o nosso setor através da discussão dos problemas, da compreensão mútua dos problemas relevantes nos outros mercados onde as nossas empresas operam e através da concertação de ações com outras associações”. Estes são os dois grandes pilares de trabalho do atual mandato da direção. A concertação de ações com outras associações que “faça sentido para o setor”, nomeadamente através de iniciativas no terreno com outras associações, levou à celebração do protocolo com a AICEP, numa “cooperação muito frutuosa”. Agregando a AICEP os operadores de comunicações e postais do espaço de língua oficial portuguesa, desenvolve um programa de atividades que “agrega e coloca à mesma mesa um conjunto muito grande de decisores das empresas desses países”. E a APDC, agregando as empresas das TIC e Media portuguesas, “tem tido a capacidade de trazer essas empresas à discussão dos temas do setor”. Juntar os esforços das duas associações representa para o presidente da APDC “conseguir trazer a discussão para o espaço alargado dos países de língua oficial portuguesa”, que permitirá às empresas “ver no espaço da lusofonia um espaço de desenvolvimento da sua atividade económica”. 

Para João Caboz Santana, a AICEP, a primeira associação empresarial dos PALOP, estrutura-se em torno de 2 eixos fundamentais - as comunicações e a língua, sendo as comunicações um dos principais motores de desenvolvimento das economias, com um peso grande na economia lusófona. “Representando a APDC o setor em Portugal e tendo ambas as associações ADN tão complementares, impunha-se a celebração deste protocolo para o estabelecimento de relações estreitas de cooperação entre ambas”, referiu na assinatura do protocolo. E garantiu que “estamos junto na partilha de experiências e em dar resposta às necessidades operacionais e de negócio dos nossos associados, potenciando o respetivo desenvolvimento e crescimento num mundo cada vez mais global”. 




Programa


Vai acontecer na APDC