Alphabet afetada pelos investimentos na diversificação

2018-02-08 A Alphabet, empresa mãe da Google, falhou as estimativas de lucros do quarto trimestre de 2017. Apesar do crescimento registado na venda de anúncios, a gigante de internet foi afetada pelo aumento dos gastos com a promoção de gadgets de consumo, com o YouTube e com os serviços de cloud.

Muito embora os anúncios para aplicações móveis continuem a ser principal negócio da Google a crescer, para tentar manter o seu domínio e diversificar vendas, tem vindo a aumentar as despesas, que cresceram 27% no trimestre, para 24,7 mil milhões de dólares.
A Google comprou, nomeadamente, anúncios durante grandes eventos desportivos para anunciar o smartphone Pixel 2 e o serviço de televisão do YouTube. Ao mesmo tempo, esmagou preços de hardware, numa corrida para levar os seus dispositivos de streaming de media e os serviços de pesquisa online a cada das pessoas Continuou ainda a adicionar empregados à sua unidade de vendas empresariais.

Grande parte das receitas foram ainda gastas a colocar o motor de busca Google como opção por definição em vários produtos e serviços, como o iPhone da Apple ou o browser Firefox, da Mozilla. O CEO do grupo, Sundar Pichai, veio garantir que os realizados já mostram resultados, destacando que o negócio da cloud já gera vendas de mil milhões de dólares por trimestre e que o G Suite da Google duplicou o número de clientes em dois anos, para quatro milhões.

As vendas da Alphabet aumentaram no 2º trimestre 24%, para 32,3 billion mil milhões de dólares, acima das previsões dos analistas, de 31,9 milhões. Já o lucro trimestral ajustado foi de 6,8 mil milhões, quanto o mercado esperava 7 mil milhões.
No total do ano, o grupo gerou vendas de 110,9 mil milhões, mais 23% que um ano antes, ultrapassando pela primeira vez a fasquia dos 100 mil milhões. Os lucros recuaram 35%, para 12,6 mil milhões, pressionados nomeadamente com a carga fiscal e com os custos de 2,7 mil milhões do processo antitrust da Comissão Europeia.

2018-11-09 | Atualidade Nacional

Terminou mais uma edição do maior encontro europeu de inovação e empreendedorismo


2018-11-09 | Atualidade Nacional

No âmbito do acordo a 10 anos assinado em outubro


Negócio deverá estar concluído no 1º semestre de 2019


Para financiar investimento em startups tecnológicas


2018-11-12 | Breves do Sector

Parceria para o segmento empresarial


2018-11-05 | Breves do Sector

Grupo é parceiro tecnológico do evento pelo 3º ano consecutivo