Apple paga 14,3 mil milhões em impostos à Irlanda

2018-09-19 A marca da maçã acaba de pagar 14,3 mil milhões de euros em impostos em atraso e juros à Irlanda, cumprindo desta forma a determinação de Bruxelas, num processo em que considerou que o governo irlandês estava a dar ajudas ilegais à tecnológica norte-americana.

Este processo vem já de 2016, mas só agora a Apple realizou o pagamento, depois da Irlanda ter sido obrigada a cobrar os impostos indevidos. Do valor total, 13,1 mil milhões de euros eram impostos em atraso e 1,2 mil milhões em juros.

Os 14,3 mil milhões ficarão agora guardados num fundo de custódia, até que o recurso apresentado contra a decisão de Bruxelas seja decidido. Recorde-se que a Irlanda não concordou com a posição da Comissão Europeia, defendendo que a Apple não tinha que pagar nada. Ficando obrigada a fazê-lo, recorreu, entretanto, da decisão. A marca da maçã também fez o mesmo.

Bruxelas considera que houve pelo menos dois acordos fiscais que permitiram à Apple reduzir de forma "substancial e artificial" os impostos pagos na Irlanda desde 1991.
 

2018-12-07 | Atualidade Nacional

Operador assina protocolos com várias autarquias


Por uso de dados para fins comerciais


2018-12-06 | Breves do Sector

Primeiro evento internacional dedicado a investidores


2018-12-05 | Breves do Sector

Monitores de análise clínica otimizados para configurações de assistência médica