Apple reduz produção de iPhones e previsões de resultados

2019-01-10 A Apple continua debaixo de fogo e a perder valor. Agora, terá cortado 10% da produção dos iPhones, incluindo os novos modelos, impactada pela guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, que está a subir de tom. E já veio rever em baixa as suas previsões de resultados.

Só na semana passada, as ações da marca da maçã desvalorizaram 10%, com o grupo liderado por Tim Cook a anunciar várias medidas para responder à realidade do mercado. Para combater a saturação do mercado e a quebra de vendas de telemóveis na China, está a cortar a produção dos smartphones. O objetivo será um corte de 10% em todos os modelos, passando no primeiro trimestre do ano a fabricar 40 milhões de unidades, ao invés dos 48 milhões inicialmente previstos. Um ano antes, vendeu 52 milhões.

A Apple anunciou ainda uma revisão em baixa dos números do último trimestre, com a queda das vendas de iPhones na China a penalizar as receitas. Mas há ouras fabricantes que também temem a guerra comercial entre os EUA e a China, que está em crescendo. Samsung e LG também reviram em baixa resultados, mostrando-se pessimistas em relação do último trimestre de 2018. A primeira prevê que os lucros do último trimestre fiquem 18% abaixo do projetado inicialmente. A segunda perspetiva que fiquem em 81% do que era estimado.

2019-03-21 | Atualidade Nacional

A recolha de donativos começa a 25 de março e decorre até 8 de abril


2019-03-21 | Atualidade Nacional

No âmbito da 6ª ronda de financiamentos do projeto


Empresas vão ainda trabalhar ao nível da inovação em I&D


2019-03-21 | Breves do Sector

Assim como novas funcionalidades baseadas em IA


2019-03-20 | Breves do Sector

Para gerir o tráfego de drones em segurança