Bruxelas propõe plano para combater fake news

2018-12-05 A Comissão Europeia acaba de apresentar um plano de ação para combater a desinformação na União Europeia, no âmbito das próximas eleições europeias. Com quatro domínios chave – reforçar a deteção, coordenar esforços, juntar plataformas e indústria e sensibilizar os cidadãos e reforçar o seu poder - a proposta visa fazer face às fake news e intensificar a cooperação entre os Estados-membros e a União. Inclui-se um sistema específico de alerta rápido, que facilitará a partilha de dados e a análise de campanhas de desinformação e a sua sinalização em tempo real.

O sistema de alerta rápido para sinalizar fake news em tempo real deverá ser ativado em março de 2019, tendo em conta as eleições europeias de maio. Foi ainda anunciado o reforço com pessoal especializado e dispositivos de análise de dados das task forces de comunicação estratégica e de luta contra as ameaças híbridas do Serviço Europeu de Ação Externa (SEAE), assim como das delegações da UE nos países vizinhos. Sensibilizar os cidadãos e criar meios de ação para que estes possam agir é outra meta.

A CE, em parceria com a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, elaborarão e colocarão em prática as medidas anunciadas no plano de ação, em cooperação com os Estados-membros e o Parlamento Europeu.

“Precisamos de estar unidos e juntar forças para proteger nossas democracias contra a desinformação. Temos visto tentativas de interferir em eleições e referendos, com as evidências a apontantar para a Rússia como fonte primária dessas campanhas. Para lidar com essas ameaças, propomos melhorar a coordenação com os Estados Membros, através do sistema de alerta rápido, reforçar as nossas equipas e expor a desinformação, aumentar o apoio aos media e pesquisadores e solicitar que as plataformas online cumpram seus compromissos. Combater a desinformação requer um esforço coletivo”, diz Andrus Ansip, Vice-Presidente da CE responsável pelo mercado único digital em comunicado.
 

2018-12-14 | Atualidade Nacional

Libertação de espetro da TDT vai começar no final de 2019


2018-12-14 | Atualidade Nacional

Com a parceria tecnológica da Ericsson


2018-12-12 | Breves do Sector

Empresa será uma subsidiária da plataforma