Dados do líder do Facebook também foram roubados

2018-04-12 E ao segundo dia de audições no congresso norte-americano, agora perante a Câmara dos Representantes, depois de ter estado no Senado, Mark Zuckerberg admitiu que também os seus dados foram roubados, á semelhança dos cerca de 87 milhões de utilizadores do Facebook. O fundador da rede social voltou a defender as medidas de privacidade da plataforma e que o controlo está da parte dos utilizadores, que decidem que informações querem partilhar na rede. Ainda não decidiu se vai processar a Cambridge Analytica.

A regulação voltou a ser tema e Zuckerberg reiterou que é preciso identificar o que se pretende por em prática e ter muita atenção na definição das normas. E insistiu que o escândalo da Cambridge Analytica aconteceu antes do Facebook ter melhorado as suas ferramentas de proteção de dados, garantindo que hoje isto já não aconteceria. Processar a empresa que comprou ilegalmente os dados de 87 milhões de clientes do Facebook é algo que está a ser ponderado.

Nesta segunda ronda, foram mais 5 horas de questões de mais de 100 congressistas a que o fundador do Facebook respondeu. Ou não respondeu, remetendo explicações para a sua equipa. Nomeadamente sobre os dados a que a rede social tem acesso e quem os consegue ver na empresa. Garantiu ainda que não vende dados a empresas, anunciantes ou outros e que o facto de apps associadas à rede social o terem feito não faz dela uma cúmplice.

Voltou a admitir que há coisas que não foram bem-feitas, nomeadamente em termos de privacidade dos dados, já que foi possível que terceiros tivessem acesso, e que apesar de haver opções de personalização da privacidade na plataforma, grande parte dos utilizadores não as usa.

2019-03-21 | Atualidade Nacional

A recolha de donativos começa a 25 de março e decorre até 8 de abril


2019-03-21 | Atualidade Nacional

No âmbito da 6ª ronda de financiamentos do projeto


Empresas vão ainda trabalhar ao nível da inovação em I&D


2019-03-21 | Breves do Sector

Assim como novas funcionalidades baseadas em IA


2019-03-20 | Breves do Sector

Para gerir o tráfego de drones em segurança