Google recorre da multa recorde no Android imposta pela CE

2018-10-11 A gigante tecnológica já recorreu da decisão da Comissão Europeia de impor uma multa recorde de 4,34 mil milhões de euros por abuso de posição dominante no Android. O recurso já foi entregue no Tribunal da União Europeia.

Foi em julho último que a comissária europeia da concorrência, Margrethe Vestager, anunciou a decisão de Bruxelas de aplicar à Google uma sanção por abuso de posição dominante no sistema operativo Android. Na altura, a gigante tecnológica discordou dad ecisão e adiantou que deveria recorrer. Avançou agora.

Na decisão de julho, Bruxelas acusava a Google de usar a popularidade do seu sistema operativo destinado a dispositivos móveis para obrigar os fabricantes de smartphones a instalar por defeito o seu motor de busca e browser (Google Search e o Chrome), excluindo as rivais. Uma obrigação que terá prejudicado não só a concorrência, mas também as opções de escolha dos consumidores.

Esta foi a segunda sanção aplicada pelo executivo europeu à Google, depois da multa de 2,4 mil milhões de euros imposta em junho do ano passado, por abuso de posição dominante nas pesquisas relacionadas com comparadores de preços. Em curso está uma terceira investigação, por suspeitas de violação das regras de concorrência no segmento dos motores de busca.
 

2018-10-12 | Atualidade Nacional

Para dar resposta ao crescimento registado na operação


2018-10-11 | Atualidade Nacional

Através de protocolo de colaboração com UA


Pela primeira vez, segundo dados da Gartner


2018-10-10 | Breves do Sector

Com arquitetura AMD Ryzen Pro e desempenho de uma workstation