HP redefine plano de reestruturação até 2019

2018-06-08 A maior fabricante mundial de computadores pessoais acaba de anunciar uma atualização do plano de reestruturação que já está a ser implementado desde o ano passado. Agora, antecipa eliminar entre 4,5 mil a cinco mil postos de trabalho até final do ano fiscal de 2019, mais mil do que o número apontado inicialmente.

A companhia terá assim custos de reestruturação de 700 milhões de dólares com esta redução de postos de trabalho, contra os 500 milhões inicialmente indicados. A 31 de outubro do ano passado, a HP tinha 40 mil empregados em todo o mundo.

Com a liderança de Dion Weisler, a HP conseguiu reforçar a sua quota de mercado, através do lançamento de computadores cada vez mais inovadores e sofisticados, ficando com uma quota de 22,6% no 1º trimestre do ano. O negócio das impressoras também ajudou a impulsionar os resultados, depois da marca ter comprado a unidade de impressoras da Samsung Electronics no ano passado, diz a Blooomberg.

Depois de ter reportado o seu sétimo trimestre consecutivo de crescimento das receitas, que se fixaram em 14 mil milhões de dólares no trimestre terminado a 30 de abril, a HP anunciou a 29 de maio que as suas previsões para o final do ano fiscal de 2018 se situarão entre1,97 e 2,02 dólares por ação. Os analistas antecipam 1,97 dólares.
 

2018-10-18 | Atualidade Nacional

Na definição dos novos parâmetros de qualidade do serviço


Alemã sobre previsões para o total do ano


Graças à procura de 5G nos EUA e aos upgrades na Europa


2018-10-19 | Breves do Sector

Acaba de ser inaugurada no Porto