Microsoft avança com negociações para comprar filial da TikTok nos EUA

2020-08-04 A Microsoft vai continuar as discussões para a aquisição da subsidiária norte-americana da popular aplicação de vídeo chinesa TikTok e quer concluir o processo ainda em setembro. A garantia foi dada pela gigante tecnológica em comunicado, depois de Donald Trump ter anunciado a intenção de proibir a rede social chinesa no país, por representar um risco para a privacidade dos norte-americanos.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, terá falado com o presidente dos Estados Unidos, anunciando a tecnológica que "avançará rapidamente para continuar as discussões com a empresa-mãe do TikTok, a ByteDance, numa questão de semanas, e em qualquer caso completar estas conversações o mais tardar até 15 de setembro".

As duas entidades estavam a negociar uma proposta preliminar que envolveria a aquisição do serviço da TikTok nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, quando Washington anunciou no fim de semana, através do secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, que Trump poderia forçar uma venda ou bloquear o TikTok, devido ao risco que pode representar.

No comunicado, a Microsoft diz que "espera continuar o diálogo com o Governo dos Estados Unidos". A aquisição seria sujeita a uma revisão de segurança completa e à entrega dos benefícios apropriados aos Estados Unidos, sendo que a Microsoft "asseguraria que todos os dados privados dos utilizadores norte-americanos do TikTok fossem transferidos e permanecessem" no país.

Recorde-se que a TikTok, desenvolvida pela ByteDance, empresa com sede em Pequim, alcançou rapidamente, sobretudo a partir da pandemia, um grande sucesso entre o público adolescente. Mas tem também levantado questões sobre a segurança dos dados dos utilizadores e as suas ligações com o Partido Comunista chinês, numa altura em que as tensões entre Washington e Pequim estão numa fase verdadeiramente critica.

Em análise estão ainda as práticas de publicidade da gigante


Bruxelas prepara pacote para o setor financeiro


Inspirado nos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU


Presidente rotativo garante que grupo vai continuar a investir


Para trazer para o mercado arquiteturas e serviços de última geração


Nova área promete criar modelo rápido de migração para a cloud


Bruxelas quer tornar todas as aplicações públicas mais acessíveis em 2021


Lei dos Serviços Digitais deverá ser anunciada até final do ano


De acordo com estudo publicado pela CE sobre o potencial da transformação para a economia


Bruxelas quer mais investimentos e mais coordenação na Europa