Microsoft encerra lojas físicas e centra-se na oferta digital

2020-07-03 A Microsoft anunciou uma mudança estratégica nas suas operações de retalho, que envolve o encerramento das suas lojas físicas em todo o mundo. Depois de, tal como todas as empresas, ter sido obrigada a fechar os seus espaços em março, na sequência da pandemia, estes não voltarão assim a abrir.

Com cerca de 83 lojas em todo o mundo, incluindo 71 nos Estados Unidos, onde apresenta e vendem portáteis e hardware, a gigante tecnológica antecipa com esta decisão de fecho ter um custo antes de impostos de cerca de 450 milhões de dólares, que será registado no corrente trimestre que termina em 30 de junho.

Os membros da equipa de retalho estão desde o início da pandemia e do encerramento das lojas físicas a apoiar a transformação digital de pequenos negócios e de clientes da empresa na área da educação, ajudando ainda na formação destes clientes, habilitando-os para o trabalho remoto e para a utilização do software que o permite, o que se materializou em mais de 14 mil workshops online e de 3 mil certificações. Vão continuar na empresa, a trabalhar com pequenos negócios, grandes empresas e clientes da área da educação, bem como com consumidores, garante a Microsoft.

A gigante vai agora reforçar o investimento no negócio online, onde as vendas estão a crescer, à medida que o portefólio de produtos está a evoluir para ofertas amplamente digitais.  Por continuará a investir nas suas montras digitais na Microsoft.com e nas lojas Xbox e Windows, que alcançam mais de 1,2 mil milhões de pessoas por mês em 190 mercados. Antecipa ainda reinventar os espaços que servem os clientes, incluindo a operação dos centros Microsoft Experience em Londres, Nova Iorque, Sidney e Redmond.

Samsung mantém liderança no 3º trimestre, seguida da Huawei


Nova geração vai abrir um mundo de possibilidades interessantes para a indústria


Com o objetivo de criar um ecossistema de operações de trabalho remoto para empresas


Estudo recomenda soluções para reduzir o risco das organizações