Negócio da cloud impulsiona Microsoft

2017-07-25 Um aumento de 13% nas receitas, em larga parte em resultado do negócio de cloud computing. E quase o dobro dos lucros. São os destaques do segundo trimestre do ano, o correspondente ao 4 trimestre do ano fiscal, da gigante Microsoft.

O grupo conseguiu resultados líquidos de 6,51 mil milhões de dólares no trimestre que terminou a 30 de junho, quase ao dobro do valor registado em período homologo, de 3,12 mil milhões.

Refletindo a estratégia do CEO, Satya Nadella, de se focar na cloud, a Microsoft registou receitas na área de negócio da cloud , que inclui a plataforma Azure e servidores, de 7,43 mil milhões de dólares, com uma subida homóloga de 11 %. Só na plataforma de computação Azure o crescimento anual foi de 97%. Mas também houve outras áreas de crescimento, como a oferta do Office 365, que aumentou 43%, e o CRM Dynamics 365, que teve um crescimento de 74%.

Já as receitas de computadores pessoais, que inclui o Windows 10 e a gama Surface, diminuíram 2%. Mas as receitas desta área incluem 306 milhões de dólares para despesas de reestruturação das equipas de vendas e marketing.

2017-08-16 | Atualidade Nacional

Embora considerando que o preço poderia ter sido mais elevado


2017-08-16 | Atualidade Nacional

Entraram 244 processos de contraordenaçao


Reforçando a sua posição nos EUA


Regulador brasileiro deu novo prazo ao grupo


2017-07-28 | Breves do Sector

Tuneis rodoviários passam a ter cobertura de dados


2017-07-28 | Breves do Sector

Oferta foi redesenhada para dar resposta ao mercado