Oi aprova aumento de capital de 2,2 mil milhões

2017-07-20 A administração da brasileira Oi, que tem a Pharol (ex-PT SGPS como maior acionista) acaba de aprovar um aumento de capital de 8 mil milhões de reais (cerca de 2,18 mil milhões de euros), no âmbito do plano delineado para sair do processo de recuperação judicial.

"Foram aprovadas as linhas gerais das propostas de alterações para o Plano de Recuperação Judicial da Oi, permitindo que a diretoria [conselho de administração] da Oi negocie com seus credores alterações nos termos protocolados na Justiça", refere a brasileira em comunicado. O plano, que passa pelo aumento de capital, visa "principalmente novos projetos de banda larga e cobertura de rede móvel".

O grupo vai contratar assessores legais e financeiros para viabilizar o aumento de capital. Mas a operação terá ainda que ser aprovada pelos diversos órgãos sociais da empresa, com destaque para a assembleia geral de credores, agendada para setembro.

"Vamos buscar o aumento de capital porque fortalece o balanço da companhia e permite um novo ciclo de investimento e expansão para a Oi", diz o seu presidente, Marco Schroeder, citado no comunicado, destacando que a "directoria executiva da Oi buscará junto aos credores o apoio necessário para viabilizar a aprovação do plano de recuperação judicial na assembleia prevista para setembro".

Os termos do aumento de capital não são conhecidos, mas este provocará uma forte diluição na posição dos acionistas que não participarem.

2017-08-16 | Atualidade Nacional

Embora considerando que o preço poderia ter sido mais elevado


2017-08-16 | Atualidade Nacional

Entraram 244 processos de contraordenaçao


Reforçando a sua posição nos EUA


Regulador brasileiro deu novo prazo ao grupo


2017-07-28 | Breves do Sector

Tuneis rodoviários passam a ter cobertura de dados


2017-07-28 | Breves do Sector

Oferta foi redesenhada para dar resposta ao mercado