Pandemia afeta resultados trimestrais da IBM

2020-07-22 A pandemia da COVID-19 voltou a impactar negativamente os resultados da IBM no 2º semestre do ano, com as receitas em queda pelo segundo trimestre consecutivo. Apesar disso, os negócios da cloud e da Red Hat continuaram a crescer. A tecnológica anunciou que vai deixar de antecipar previsões de resultados, dadas as incertezas do mercado.

No tota, a IBM registou receitas de 18,1 mil milhões de dólares entre abril e junho, com uma subifa de 6% face ao trimestre anterior, mas com um recuo de 5% em termos homólogos. Tanto as áreas de cloud como da Red Hat registaram subida das receitas, enquanto todas as demais áreas mantiveram a queda face a igual período do ano passado. Já os resultados líquidos passaram de 2,5 mil milhões de dólares no 2º trimestre de 2019 para 1,36 mil milhões (menos 46%), enquanto a companhia continua a recuperar do impacto do coronavírus.

O negócio de cloud computing destacaram-se no trimestre, com as vendas de cloud e software cognitivo a subirem 3% em termos homólogos, lideradas por um pulo de quase 30% na área das plataformas na cloud e dados. Também a Red Har, a sua subsidiária para o open source, viu as receitas subirem 18%.

Já as vendas do segmento de serviços de negócios globais da IBM (incluindo consultadoria e gestão de aplicações) caíram 7% e as vendas de serviços globais de tecnologia (incluindo serviços de infraestrutura e suporte de tecnologia) recuaram 8%.

"Estamos apostados em construir, com um crescente ecossistema de parceiros, uma plataforma de cloud híbrida duradoura, que servirá como um poderoso catalisador de inovação para nossos clientes e o mundo. Apenas 20% dos workloads foram transferidos para a cloud. Os outros 80% são mission-critical workloads são mais difíceis de transferir. Mas há enorme oportunidade à nossa frente para os capturar", diz o CEO da IBM, Arvind Krishna.

Mas o foco da IBM nas empresas tem permitido assegurar a sua segurança financeira num cenário de pandemia. Como destacou Bola Rotibi, research director da companhia, tal como outros concorrentes, os resultados trimestrais refletem as dinâmicas do mercado, influenciadas pelo coronavírus. Com presença em 170 países, que representam 70% das suas receitas, a companhia foi capaz de compensar as perdas em países onde a pandemia não está sob controle com os países onde está agora sob controle com a força de trabalho a começar a regressar às empresas. 

Na sequência da guerra comercial entre Pequim e Washington


Associando-se aos governos africanos para gerir programas de vacinação em larga escala


Já enviou as notificações às gigantes americanas


Para criar um verdadeiro mercado único confiável


Liang Hua, chairman da Huawei, será keynote speaker da edição online


Subnsidiária portuguesa passa a comprar eletricidade de fontes renováveis a 100% em 2021


Bruxelas deveria criar ferramentas de intervenção eficazes


Considera que Governo e regulador deveriam apoiar players atuais


Bruxelas quer envolver todos os parceiros públicos e privados