Prisa já classificou MC como negócio em descontinuidade nas contas

2018-05-04 A Prisa já classificou o grupo Media Capital como um negócio em descontinuidade nas suas contas. Na apresentação das contas trimestrais, diz que espera para breve uma decisão da AdC, que está a realizar uma investigação aprofundada à venda do grupo de media à Altice. 

A Prisa espera que a decisão da Autoridade da Concorrência sobre a venda da Media Capital à Altice "ocorra em poucas semanas", avançou Manuel Mirat, administrador-delegado da Prisa, numa conferência telefónica com analistas. Não adiantando dados sobre a operação, apenas referiu que foi estendido o contrato com a Altice, que fixava como data-limite para a concretização do negócio o dia 13 de abril. Mas o grupo espanhol, que está pressionado pelo acordo de refinanciamento com os bancos, estará a prever a conclusão do negócio até 30 de junho. Com a venda, vai encaixar 440 milhões de euros.

No primeiro trimestre do ano, a Prisa apresentava uma dívida de 818 milhões de euros, contra 1,422 mil milhões em dezembro de 2017. No período, teve um lucro 9,9 milhões de euros, menos 54,8% que no mesmo período do ano passado. As receitas de exploração recuaram 13,8% para 282,3 milhões de euros.

2019-01-18 | Atualidade Nacional

Para selecionar as melhores startups da energia


2019-01-18 | Atualidade Nacional

Está a ser feito um levantamento da situação atual em todas as regiões


Parceria estará operacional no primeiro semestre


2019-01-21 | Breves do Sector

Para aprendizagem personalizada e transformação digital da educação


2019-01-21 | Breves do Sector

Produto do Ano e Escolha do Consumidor