Toshiba quer completar venda da unidade de chips até junho

2018-03-09 Depois de ter chegado a acordo no ano passado para a venda do seu negócio de semicondutores, o segundo maior produtor do mundo de chips de flash memory NAND, a um consórcio liderado pelo private equity norte-americano Bain Capital, a japonesa Toshiba diz esperar concretizar a operação no máximo até junho.

O grupo nipónico aguarda ainda as aprovações regulatórias da China para um negócio que lhe permitirá um encaixe de 18 mil milhões de dólares e o grupo já veio dizer que está a fazer todos os esforços para conseguir ate antecipar a sua concretização para este mês de março.

O encaixe destina-se a fazer face ao enorme buraco financeiro no grupo deixado pela falência da sua unidade nuclear nos Estados Unidos. Alguns dos acionistas são contra a venda da unidade de chips, uma vez que tem sido a sua principal fonte de ganhos, numa altura em que o grupo luta para desenvolver outros negócios core.
 

2018-06-15 | Atualidade Nacional

Operação deverá ser chumbada pelo regulador


2018-06-15 | Atualidade Nacional

Para pagar o empréstimo obrigacionista


Oferta de gigante de comunicações é de 65 mil milhões de dólares


2018-06-14 | Breves do Sector

Para responder às necessidades das empresas dentro e fora do escritório


2018-06-14 | Breves do Sector

Com vasto conjunto de soluções IoT