Uber dá 2,65 mil milhões pela concorrente da Uber Eats

2020-07-07 Depois de ter perdido a corrida à compra da Grubhub pela europeia Just Eat Takeway, a Uber anunciou a aquisição da Postmates, uma rival da Uber Eats nos Estados Unidos, pela qual vai dar 2,65 mil milhões de dólares. É mais um capítulo na guerra que se parece ter instalado no negócio mundial de entrega de comida. A Uber vai manter a app da Postmates, mas pretende proceder à integração das operações tecnológicas e de entregas das duas empresas.

"A Uber e a Postmates acreditam que as suas plataformas podem fornecer muito mais do que apenas entrega de alimentos, podem ser uma parte extremamente importante do comércio e das comunidades locais, sobretudo em crises como o COVID-19. À medida que mais pessoas e mais restaurantes passaram a usar nossos serviços, as reservas do segundo trimestre na Uber Eats aumentaram mais de 100% em termos anuais", disse Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, em comunicado.

No anúncio da compra, a Uber considerou o negócio da Postmates como "altamente complementar" ao da Uber Eats, que têm diferentes focos geográficos e segmentos de mercado. Para o Uber, o negócio da Uber Eats tem sido uma boa notícia, no meio de uma operação complicada que se tornou ainda mais crítica nos últimos meses, com a pandemia do COVID-19. Nos seus últimos resultados trimestrais, o negócio da Uber Eats cresceu 52% e conseguiu compensar o grande declínio nas receitas da Uber, uma vez que o transporte de passageiros praticamente desapareceu, enquanto a entrega de comida disparou, com as pessoas em confinamento.

Samsung mantém liderança no 3º trimestre, seguida da Huawei


Nova geração vai abrir um mundo de possibilidades interessantes para a indústria


Com o objetivo de criar um ecossistema de operações de trabalho remoto para empresas


Estudo recomenda soluções para reduzir o risco das organizações