Altran cria mais 260 empregos no Global Engineering Center Portugal

2019-07-02 O grupo francês Altran acaba de assinar com a Aicep um contrato de investimento de 12 milhões de euros, que vai permitir a criação de mais 260 postos de trabalho qualificados no país, mais concretamente para os seus Global Engineering Center Portugal.

Do total de empregos a serem criados, cerca de 200 são altamente qualificados, destinando-se a aumentar a capacidade de desenvolvimento em Portugal de tecnologias de inteligência artificial e o desenvolvimento de soluções para a internet das coisas em setores relevantes, como a saúde ou o automóvel. Assim, será aumentada a capacidade instalada no Fundão e em Vila Nova de Gaia de prestação de serviços nas áreas de Intelligent Coding e Connected Things. A primeira dedica-se à aplicação da tecnologia de IA a processos associados a serviços de engenharia de software e a segunda está focada no desenvolvimento de soluções de integração, direcionados a setores de relevância, como o Automotive, Medical Devices e Connected White Goods.

Presente há 20 anos no mercado nacional, a Altran conta atualmente com mais de 2.300 colaboradores em Portugal e tem vindo a reforçar o investimento no país. Este ano, lançou em Vortex, um centro de aceleração e transferência de sistemas ciber-físicos e de cibersegurança, em parceria com instituições de ensino superior e com a Beta-i. Mais recentemente, anunciou um centro de dados e inteligência artificial mundial, o Tessella – Altran World Class Analytics. A empresa tem sempre assinado contratos de investimento com o Executivo.

Para Pedro Siza Vieira, Ministro Adjunto e da Economia, “o novo investimento da Altran está alinhado com a aposta na qualidade da engenharia, ciência dos computadores que Portugal tem vindo a concretizar. Todos nos devemos congratular com a confiança que investidores nacionais e estrangeiros têm depositado no nosso sistema científico e tecnológico e na qualificação e na qualidade das nossas pessoas".

Já Luís Castro Henriques, Presidente da Aicep, considerou que se trata de “uma aposta clara na inovação e no talento português. É um projeto que acrescenta valor, que cria postos de trabalho altamente qualificados e por isso é muito importante para a região em causa e para o País como um todo. A AICEP espera que a Altran possa continuar a investir em Portugal, prestando-lhe todo o apoio necessário”.

“A Altran Portugal, em linha com a Estratégia Industrialized GlobalShore tem, nos últimos 6 anos, expandido continuamente o seu Global Engeneeiring Center, bem como a sua equipa de engenheiros altamente qualificados. Os nossos Global Engeneeiring Center no Fundão e Vila Nova de Gaia irão representar um Centro de Produção Europeu especializado com mais de 1.200 engenheiros, até 2021, entregando projetos de valor acrescentado para mais de 10 países em todo o mundo, com foco na França, Alemanha, Reino Unido e EUA, em segmentos-chave, como Automotive e MedTech”, explicou Célia Reis, CEO da Altran Portugal.

“Este novo investimento reforça o papel de Portugal como um país chave no domínio da Engenharia de Software e Telecom, acelerando o caminho de crescimento, fornecendo projectos complexos e críticos para os nossos clientes internacionais. Além disso, demonstra a forte parceria com o Governo português com o objetivo de potenciar a economia do país, em particular nas regiões do interior”, acrescentou William Rozé, Vice-Presidente Executivo e Diretor de Operações da Europa do Grupo Altran.

Recorde-se que está em curso um processo de negociação, para que o grupo Altran seja adquirido pela Capgemini, que ofereceu cerca de 3,6 mil milhões de euros. A proposta é amigável e conta já com o acordo entre as duas administrações.
 

2019-10-10 | Atualidade Nacional

Para disponibilizar inovações em data science e IA para o retalho


2019-10-08 | Atualidade Nacional

Regulador flexibiliza calendário para dar resposta às preocupações da MEO


Em causa está a preferência dos consumidores pelo online


2019-10-17 | Breves do Sector

Em parceria com o Dinheiro Vivo e a TSF


2019-10-11 | Breves do Sector

Com um total de cinco projetos distinguidos nas várias áreas