Beta-i apoia acelerador pan-europeu de dados

2017-04-17 A Beta-i, em parceria com a Comissão Europeia, vai coordenar o programa ‘Data Pitch’, projeto pan-europeu que vai garantir financiamento a 50 startups e PME e permitir que startups e empresas já estabelecidas descodifiquem em conjunto os desafios do futuro através do tratamento de dados. Há 4,8 milhões de euros para financiamento ao longo dos próximos três anos.

O ‘Data Pitch’ vai permitir que cerca de 50 startups e PME europeias tenham acesso a condições de apoio de topo, incluído mais de 100 mil euros de financiamento, mentoria de especialistas, oportunidades de investimento, bem como acesso a dados gerados por várias grandes empresas, e pelo sector público. O projeto a 3 anos vai ser coordenado pela Beta-i, em conjunto com a Universidade de Southampton, o Open Data Institute e a plataforma francesa de dados Dawex. A iniciativa será financiada pelo programa de pesquisa e inovação Horizonte 2020, da União Europeia.

Este projeto está ainda a recrutar empresas e outras organizações que queiram partilhar os seus dados via um novo e seguro laboratório de inovação, baseado na Universidade de Southampton. As empresas vão também ajudar a definir os desafios, em conjunto com a equipa interna do ‘Data Pitch’, com o auxílio de um largo número de peritos de várias indústrias, incluindo agricultura e saúde.

As startups e PME vão poder candidatar-se a uma vaga no ‘Data Pitch’ a partir de dia 1 de julho de 2017, estendendo-se o processo de seleção das startups de outubro a novembro de 2017. A primeira seleção terá lugar em dezembro, sendo que cada startup ficará depois no programa por seis meses.

A ambição passa por criar todo um ecossistema de inovação para a Europa, um espaço onde as grandes empresas possam trabalhar de perto com startups ágeis, de forma a que possam inovar e aprender uns com os outros, recorrendo aos dados como base de partida para resolver os problemas.

Elena Simperl, Professora da Universidade de Southampton e Diretora de Projeto do Data Pitch defende que “o ‘Data Pitch’ vai criar um ecossistema europeu para a inovação com base em dados. “Nesta era digital, toda e qualquer organização, pública ou privada, grande ou pequena, gera e controla uma quantidade substancial de dados. Mas nem todos conseguem usar esses dados de forma efetiva. Vamos recorrer a um modelo já testado de inovação aberta e aplica-lo a uma escala europeia, associando algumas das mentes empresariais mais criativas em 28 países, enquanto os ajudamos a resolver desafios concretos que tenham impacto na economia, ambiente, ciência, e que sejam relevantes para a sociedade em geral”.

Para Ricardo Marvão, Co-founder & Head of Global Projects at Beta-i, "esta é uma fantástica oportunidade para construir uma plataforma de colaboração entre startups e empresas que cubra toda a Europa. As startups vão ter a oportunidade de aceder a enormes blocos de dados, provenientes de algumas das maiores empresas europeias, de forma a tentar resolver desafios previamente identificados, recorrendo ao desenvolvimento de novos produtos e serviços. Este acelerador Europeu congrega um vasto e diverso lote de indústrias, muito importantes para uma organização como a Beta-i, e nós vemos esta oportunidade como uma hipótese para recorrer à nossa experiência, enquanto expandimos o nosso know-how e metodologias, ao trabalhar com startups de todos os cantos do continente”.

O ‘Data Pitch’ vai ter uma primeira fase online e offline, com recurso a vários datathons na Primavera de 2017, em torno de temas que incluem smart cities, saúde e bem-estar, ou alimentação e agricultura. Os temas para os datathons, propostos pelos fornecedores de dados, vão ser escolhidos com recurso a um processo de consulta aberta, e de forma a integrar desde logo as startups, especialistas e investigadores, num processo participativo. Este projeto sucede ao programa Open Data Incubator Europe ODINE, cujos 57 projetos geraram 16 milhões de euros em vendas e investimento desde 2014, tendo criado 268 empregos.

www.datapitch.eu

2017-09-22 | Atualidade Nacional

Operador do serviço universal terá que aplicar novas regras já em outubro


2017-09-22 | Atualidade Nacional

Sentido provável de decisão do regulador setorial


Poderia afetar 2 mil milhões de utilizadores à escala global


Objetivo é agilizar mudanças no mercado mundial


2017-09-19 | Breves do Sector

Parceria responde às mudanças no panorama de segurança


2017-09-19 | Breves do Sector

Para otimizar as suas aplicações e serviços