CEO da Altice Portugal critica proposta da Anacom para o setor

2019-02-15 A proposta recentemente anunciada pela Anacom para que Governo e Parlamento avancem com um pacote de alterações nas comunicações ameaça o setor e pode comprometer os investimentos. A afirmação é do CEO da Altice Portugal.

Alexandre Fonseca, em declarações à agência Lusa na Guarda, na inauguração de investimentos da Altice Portugal e da EDP Distribuição, num valor superior a 10,5 milhões de euros, classificou a proposta do regulador setorial como “populista” e “demagógica”. A serem aprovadas as alterações, podem comprometer investimentos na área das telecomunicações, adiantou.

“As propostas que estão em cima da mesa são propostas que destroem o setor das telecomunicações, que fazem com que este tipo de investimentos não seja viável, que fazem também com que esta criação de emprego que nós estamos a trazer ao interior do país não fosse viável”, afirmou o gestor. Para o CEO da Altice Portugal, constituem “talvez a mais profunda preocupação do ponto de vista do setor das telecomunicações e também da Altice Portugal”, não sendo “propostas boas para o setor”.

E foi ainda mais longe, ao dizer que a única coisa que as alterações irão provocar, a serem aprovadas, será “para que estes investimentos no interior do país não se verifiquem, não continuem a ser realizados, e ponham mesmo em causa e em risco a criação de emprego e até os postos de trabalho que estão criados”.

Por isso, diz acreditar que “o bom senso possa imperar e que as propostas legislativas que o regulador apresentou à Assembleia da República e aos Grupos Parlamentares, não venha a vingar”.

2019-03-22 | Atualidade Nacional

Em parceria com NOVA, Politécnico do Porto, Inesc e Beta-i


Serviços comerciais têm lançamento para início de abril


2019-03-25 | Breves do Sector

Stadia poderá chegar no final do ano a alguns mercados


2019-03-25 | Breves do Sector

Para transformar operações e reduzir custos