Critical Software cresce 18% e em 2016

2017-04-17 A tecnológica portuguesa fechou 2016 com um volume de negócios de 30 milhões de euros, mais 18% que um ano antes. Um crescimento que teve como motor o desenvolvimento do setor da energia inteligente e que foi o melhor de sempre na sua história.

De acordo com os dados divulgados pela empresa, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) foi de 4,9 milhões de euros, “o que corresponde a 16% do volume de negócios”. Já o resultado operacional (EBIT) atingiu os 2,9 milhões de euros, “cerca de 10% do volume de negócios global”.

Criada em 1998, a tecnológica portuguesa desenvolve soluções de software e serviços de engenharia de informação para o suporte de sistemas críticos orientados à segurança, à missão e ao negócio de empresas. Nos últimos três anos, o volume de negócios da Critical Software cresceu 54%, o que, segundo a empresa, se deveu ao aumento de atividade nos mercados do Reino Unido e da Alemanha.

“Estamos muito satisfeitos por poder anunciar, uma vez mais, os melhores resultados de sempre na vida da nossa empresa e um crescimento robusto, em 2016, do nosso volume de negócios. Apesar dos desafios que tivemos de enfrentar nos mercados do hemisfério sul, muito afetados por ciclos económicos menos bons, o fantástico desempenho que alcançámos nos mercados da Alemanha e Reino Unido catapultaram os nossos resultados para um novo recorde”, afirma Gonçalo Quadros, líder da empresa.

A Critical Software tem sede em Coimbra, escritórios em Lisboa e Porto e está presente, através de subsidiárias, no Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos, Brasil, Moçambique e Angola. Em fevereiro, a empresa de software abriu um escritório na baixa do Porto, que alberga uma equipa de 150 engenheiros, e outro em Munique, na Alemanha.

“Estamos ainda particularmente satisfeitos pelo facto de os bons resultados assentarem não apenas nos nossos setores tradicionais – aeronáutica, espaço, defesa e transportes – mas também num aumento particularmente forte e virtuoso da nossa atividade em setores como o da energia e o financeiro”, referiu Gonçalo Quadros.


2017-07-21 | Atualidade Nacional

Receitas sobem pelo 7º trimestre consecutivo


2017-07-20 | Atualidade Nacional

Lucros do 2º trimestre sobem 52,5% em termos homólogos


Selecionadas entre mais de 100 municípios em todo o mundo


Com aumento da escala e do impacto das ciberameaças


2017-07-20 | Breves do Sector

Fabricante desenha, constrói e geri uma rede Wi-Fi de nível de operador


2017-07-20 | Breves do Sector

Programa muda o foco para investimento