Dois projetos portugueses entre os melhores do mundo no WSA 2017

2017-11-06 A APP City Points Cascais e o SnapCity são os grandes vencedores nacionais da edição deste ano do WSA. Integram o grupo dos 40 melhores projetos mundiais, selecionados de entre mais de 400 candidaturas de 90 países. Portugal volta assim a destacar-se internacionalmente pela sua capacidade de inovação e pelo impacto global das ideias empreendedoras locais.

O grupo dos top 40, que se destacam pela inovação digital que responde aos atuais desafios da sociedade, foram selecionados em Berlim pelo Grand Jury do World Summit Award, que integrou entre os seus membros a Diretora Executiva da APDC, Ana Gonçalves Pereira. E destacam-se como as melhores práticas de inovação digital com impacto na sociedade, representando um total de 23 países, da Nigéria à Finlândia.

Do big data ao turismo, passando pela impressão 3D, por uma plataforma de trabalho focada no talento feminino até à capacitação de pequenas explorações agrícolas, os 40 vencedores - cinco por cada uma das oito categorias a concurso - abrangem um vasto leque de projetos e de tecnologias que têm conteúdos verdadeiramente únicos e excecionais. Foram escolhidos de entre mais de 400 nomeados de 90 países, que integravam a shortlist internacional, e onde estavam três projetos portugueses.

A City Points Cascais venceu na categoria de Government & City Engagement. Desenvolvida pela Câmara Municipal de Cascais, em parceria com a empresa Innowave Technologies, e tem por base um programa de recompensas que incentiva as boas práticas de cidadania. A app permite ganhar pontos e com eles obter produtos e serviços. À medida que o utilizador realiza atividades pré-definidas nas áreas do ambiente, cidadania, responsabilidade social e mobilidade, entre outros, vai obtendo pontos que, acumulados, dão direito a diferentes vouchers, que podem ser trocados por prémios oferecidos por uma rede de parceiros locais. Com base na gamificação e no reconhecimento dos cidadãos, a app induz os participantes a assumir um papel ativo na transformação da comunidade num melhor local para viver.

Já o SnapCity foi um dos vencedores na categoria Culture & Tourism. Trata-se de uma app que liga visitantes e habitantes locais através de um chat online. Depois de terem comunicado, os visitantes são convidados a dar uma gorjeta ao local, de acordo com o seu nível de satisfação. A aplicação permite aos turistas poupar tempo e reforçar significativamente as suas experiências em viagens, enquanto os residentes podem ter acesso a um rendimento extra, ao partilharem o seu conhecimento e paixão sobre a cidade onde vivem, numa solução win-win.

Os WSA Winners 2017 terão agora oportunidade de apresentar os seus projetos e receber os respetivos prémios no WSA Global Congress, que se realizará em Viena, entre 20 e 22 de março de 2018. Será um encontro de interação e de inspiração, com workshops, business blind-dates e keynotes inspiradores, juntando representantes governamentais e das Nações Unidas, setor privado e inovadores.

Portugal tem vindo a destacar-se nesta iniciativa mundial, realizada no âmbito das Nações Unidas, ao longo dos últimos anos. Em 2016, a EDP:ready foi um dos vendedores do WSA mobile. Entre os benefícios de integrar o WSA, destacam-se a possibilidade de networking, acesso redes mundiais de inovação, partilha de conhecimento com os produtores de e-conteúdos mais inovadores do mundo e possibilidades de negócio, de financiamento e de parcerias. Nos últimos 7 anos, a APDC coordenado o processo de seleção em Portugal.

2017-11-22 | Atualidade Nacional

Cláudia Goya passa a chairman e Paulo Neves sai do grupo


2017-11-20 | Atualidade Nacional

Operador não aceita nem compreende posição


Vão disponibilizar serviço gratuito a consumidores e PME


2017-11-17 | Breves do Sector

Altice faz acordo a nível europeu