Empresas têm que apostar na inovação sustentável

2018-05-22
Conseguir avançar para uma inovação sustentável é o desafio das empresas nacionais. O que passa por saber renovar o negócio presente e criar o negócio do futuro, exigindo liderança e uma gestão muito exigente, de forma a realocar recursos, gerir diferentes horizontes e criar novas competências. É critico alinhar a estratégia de inovação e de negócio. A conclusão é de um estudo realizado pela Cotec Portugal (Associação Empresarial para a Inovação), em parceria com a EY lançam, que fez um retrato da inovação empresarial em Portugal e apresenta recomendações.

A partir de um conjunto de casos empresariais, o relatório dá resposta à forma como algumas empresas conseguem extrair retorno e crescimento dos seus investimentos em inovação enquanto outras não o conseguem, recomendando que estas olhem para a inovação como uma função orgânica e transversal a todas as áreas. 

Este trabalho teve como base o estado atual da inovação em Portugal e as conclusões do Global Innovation Index e do European Innovation Scoreboard, estudos de referência da maturidade de inovação e que medem o gap entre Portugal e os países líderes em inovação a nível global.

Os estudos mostram que Portugal tem mantido a posição relativa em maturidade de inovação desde 2013. Mas, para reduzir e colmatar esta diferença face aos outros países, necessita de uma nova abordagem à inovação que foque também em elementos associados à procura (ou seja, proatividade empresarial para a capacitação da inovação), e não apenas abordagens assentes na oferta de serviços, conhecimento, tecnologia e inovação (condições de suporte à inovação criadas pelo Estado). 

Esta nova abordagem vai ajudar a responder aos cinco principais desafios da inovação em Portugal, que passam pela qualificação dos recursos humanos, investimento, colaboração, sofisticação de mercado e know-how de negócio.

“O desafio das empresas é renovar o negócio presente enquanto criam o negócio do futuro. Trata-se de um exercício de liderança e de gestão muito exigente pela necessidade de realocar recursos, gerir diferentes horizontes, e criar novas competências assentes nas existentes”, refere Jorge Portugal, Diretor Geral da Cotec Portugal.

 “Tendo em conta o rápido ritmo de mudança do mundo atual e dos objetivos de crescimento mais exigentes, estes impõem um esforço contínuo de reinvenção assente no desenvolvimento da inovação enquanto competência interna chave das organizações. Cada organização deve construir o seu próprio ponto de vista sobre o futuro para responder com agilidade à disrupção e realizar transformações de modelo de negócio, conseguindo assim antecipar espaços de crescimento””, acrescenta Jorge Nunes, Partner da EY.

No estudo, são identificadas as melhores práticas e alerta que é crítico alinhar a estratégia de inovação e de negócio. Este alinhamento da inovação com o negócio é fundamental para a criação de uma prática sustentada e continuada, permitindo à inovação ser um catalisador do plano de negócios da empresa. Neste âmbito, é reforçada a importância do modelo organizacional e do desenvolvimento de iniciativas como programas de partilha de ideias e identificação de novos requisitos de inovação, incubadora para desenvolvimento e teste de novos projetos, programa interno de empreendedorismo e incorporação de insights através de análise de canais de social media.

O estudo foi apresentado no âmbito da 15.ª edição do Encontro Nacional de Inovação, promovido pela Cotec Portugal, com o tema "Prosperar na Tempestade Perfeita". Decorreu hoje, dia 22 de maio, no auditório das instalações em Évora da construtora aeronáutica brasileira Embraer, que tem duas fábricas na cidade alentejana.


2018-08-09 | Atualidade Nacional

Sobre a oferta para acesso a postes


2018-08-07 | Atualidade Nacional

Regulador setorial propõe entregar ao Estado 33,6 milhões


Com criação de 700 mil postos de trabalho ao longo dos próximos 3 anos


No desenvolvimento de veículos inteligentes conectados


2018-08-02 | Breves do Sector

App NOS Kids disponível para Android e iOS e brevemente na web