Fundo Google dá 1,4 milhões a cinco projetos nacionais de media

2018-07-24 O fundo de inovação Digital News Initiative (DNI) acaba de atribuir 1,4 milhões de euros a cinco projetos de jornalismo digital nacionais: Media Capital, Observador, Cofina, Diário de Notícias e The Mosted. Esta é a quinta ronda de financiamento deste programa europeu da Google News, que é dirigido ao jornalismo na era digital. No total das 5 rondas, desde fevereiro de 2016, já atribuiu a Portugal cerca de 7,187 milhões de euros.

De acordo com um comunicado da Google, as grandes tendências desta ronda foram projetos com assistentes de áudio, inteligência artificial e sistemas para promover o aumento das assinaturas. No total, o DNI tem um compromisso de 150 milhões de euros para iniciar e desenvolver projetos inovadores dentro do ecossistema de notícias em toda a Europa. Nesta 5ª ronda, foram apoiados 98 projetos de 28 países europeus, num financiamento de 21,2 milhões de euros.

"Este valor coloca o total de financiamento até ao momento nos 115,2 milhões de euros. Destes 98 projetos financiados, 39 são protótipos (projetos num estado inicial que requerem até 50.000 euros de financiamento), 29 são projetos de média dimensão (projetos que requerem financiamento até 300.000 euros) e 30 são grandes projetos (até um milhão de euros de financiamento)", refere a gigante no comunicado.

No total, foram apresentadas 820 candidaturas de 29 países provenientes de startups de media e players tradicionais, publishers online, broadcasters áudio e de vídeo, revistas e do meio académico. O DNI analisou, desde fevereiro de 2016, mais de 4.500 candidaturas, realizando mais de 1.200 entrevistas com líderes de projetos.

Não foram desagregados valores por projeto vencedor no mercado nacional. A Google apenas descreve cada um dos projetos. Assim:

- Na Media Capital, vai ser apoiado o Live Video Interactive Agent, um sistema inteligente integrado e personalizado de vídeo em direto- desde o back-office ao front-end, com ferramentas de arquitetura inovadoras para uma melhor experiência do utilizador, ganho e retenção de audiências e melhores oportunidades de monetização.

- No Observador, foi apoiado o projecto  Into the Voice.  À medida que os assistentes de voz proliferam e o áudio se tornam omnipresentes, não se trata apenas de outro esforço de podcasting. O objetivo é repensar os processos da redação para também produzir e fazer curadoria de conteúdo áudio para todas as plataformas, onde quer que o utilizador se encontre, tanto para transmissões em direto e oferta on-demand.

- Na Cofina, o AudioQ é um projeto colaborativo da Cofina Media e da Priberam que visa construir um conjunto de produtos jornalísticos no espaço dos serviços de voz, trazendo uma experiência de notícias e de conversação em tempo real aos consumidores, em particular através da criação de uma série de podcasts com Narrated News disponibilizando um briefing áudio diário de notícias de manhã e à noite, e aplicações Q&A personalizadas e baseadas em voz para conteúdo de notícias em português.

- No Diário de Notícias, através do Portugal Now, a meta é criar uma plataforma de viagens local que abre portas aos viajantes que desejem experimentar destinos como um local através de refeições, atividades, estadas e visitas guiadas usando realidade aumentada e gamification. Estará disponível em 4 idiomas (português, inglês, alemão e francês) e é liderado pelo Diário de Notícias da Madeira com a colaboração de 14 jornais locais portugueses.

- Por fim, o The Mosted é um protótipo que visa ajudar os jornalistas a escrever notícias ainda melhores. Para conseguir tal objetivo, é dado mais conhecimento e know-how sobre como e sobre o que estão a escrever. Estes insights são gerados pelos mesmos modelos de processamento de linguagem natural e machine learning que são utilizados para determinar o impacto do conteúdo escrito.

A Google adianta que a diversidade das candidaturas está refletida na diversidade da seleção final. Dos 30 projetos grandes selecionados, 14 resultam da colaboração entre publishers, startups e meio académico. Com o foco na monetização e na diversificação das fontes de receitas, as principais tendências nesta ronda centraram-se em torno da "voz", com uma diversidade de projetos a incluírem assistentes áudio e aplicações com foco na mobilidade.

Abordagens em torno da personalização e nos preços dinâmicos são, de novo, tópicos importantes para os publishers à medida que evoluem para modelos de assinaturas. Por fim, machine learning está a ser usado em escala e de várias formas: desde a automatização do reconhecimento de vídeo e processos internos, para utilizarem melhor dos conteúdos evergreen, bem como conseguirem reduzir custos de modo a ajudar jornalistas a produzirem mais conteúdos exclusivos.
Haverá ainda mais uma ronda do fundo DNI, abrindo as candidaturas no final do ano.
 

2018-08-09 | Atualidade Nacional

Sobre a oferta para acesso a postes


2018-08-07 | Atualidade Nacional

Regulador setorial propõe entregar ao Estado 33,6 milhões


Com criação de 700 mil postos de trabalho ao longo dos próximos 3 anos


No desenvolvimento de veículos inteligentes conectados


2018-08-02 | Breves do Sector

App NOS Kids disponível para Android e iOS e brevemente na web