Impresa finaliza venda de revistas a Luís Delgado

2018-01-02 Está concluída a venda do negócio das revistas do grupo Impresa. No seu universo, só fica mesmo o semanário Expresso. O negócio foi adquirido pela Trust in News, uma empresa detida por Luís Delgado. Não foi divulgado o valor do negócio.

Em comunicado à CMVM, a impresa informa que a subsidiária Impresa Publishing celebrou hpje o respetivo contrato de transmissão do negócio das publicações Activa, Caras, Caras Decoração, Courrier Internacional, Exame, Exame Informática, Jornal de Letras, TeleNovelas, TV Mais, Visão, Visão História e Visão Junior. Este contrato tem efeitos desde 1 de janeiro de 2018.

Adianta-se ainda que a venda foi realizada no “seguimento da concretização do Plano Estratégico para o triénio 2017-2019 e do reposicionamento da atividade da Impresa, com um enfoque primordialmente nas componentes do audiovisual e do digital”.

O grupo de Francisco Pinto Balsemão já estava a desenvolver negociações exclusivas com Lúis Delgado para a venda do negócio das revistas há alguns meses. Confirma-se assim eu o Expresso se mantém no universo da Impresa, que continuará a apostar a sua versão impressa.

Em comunicado as redações o CEO da Impresa, Francisco Pedro Balsemão, adianta que se vai concentrar nas componentes do audiovisual e do digital, iniciando-se um “novo ciclo no grupo”, que ficará mais ágil, forte e preparado para o futuro.

Para já, as revistas agora alienadas vão manter-se no edifício da Impresa, de Paço de Arcos, para "facilitar a mudança nos próximos meses".  Integrarão o novo grupo editorial todos os trabalhadores da Impresa Publishing afetos às marcas vendidas, incluindo jornalistas, gráficos e comerciais.

2018-10-12 | Atualidade Nacional

Para dar resposta ao crescimento registado na operação


2018-10-11 | Atualidade Nacional

Através de protocolo de colaboração com UA


Pela primeira vez, segundo dados da Gartner


2018-10-10 | Breves do Sector

Com arquitetura AMD Ryzen Pro e desempenho de uma workstation