Media Capital sobe lucros em 25% até setembro

2018-10-30 Nos nove primeiros meses do ano, a dona da TVI apresentou uma melhoria de 25% nos seus resultados líquidos, que ultrapassaram os 12 milhões de euros. O negócio da televisão justifica os ganhos graças ao crescimento das receitas com a publicidade e da produção audiovisual.

Entre janeiro e setembro, os lucros da Media Capital foram de 12,08 milhões de euros. Mas contabilizando apenas o terceiro trimestre do ano, o grupo também registou uma melhoria de 16% em termos homólogos, com um resultado líquido de 1,6 milhões de euros.

Também o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) total d melhorou 8% até setembro, para 24,49 milhões de euros. Por segmentos de atividade, a Televisão registou um EBITDA de 18,8 milhões de euros, com a TVI a manter-se na liderança pelo 146º mês consecutivo em setembro em termos de audiências, registando uma média de quota de 20,2% no total do dia e de 23,9% no horário nobre. De acordo com o grupo, a liderança da TVI em audiências mantém-se quando analisado por grupos de canais (TVI, TVI24, TVI Ficção e TVI Reality), com 23,3% no total do dia e 26,4% em horário nobre.

Também o segmento de Rádio melhorou o EBITDA em 25%, para 4,6 milhões, com uma margem 32,9%. O grupo destaca o reforço das audiências, com uma quota líder de 37,6%, suportada pela Rádio Comercial e M80. O digital também registou uma forte melhoria dos resultados a nível de audiências e receitas. Na comparação com o período homólogo, o número de visitas, páginas vistas e vídeos visionados subiu 14%, 15% e 39%, respetivamente, contribuindo decisivamente para os 16% de crescimento da publicidade”, refere-se no documento de apresentação de contas.

No total, as receitas da dona da TIV subiram 3%, para cerca de 126 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2018. As receitas com o negócio da publicidade melhoraram 2%, fixando-se em 84,55 milhões de euros, com os anúncios na televisão e na rádio. Na televisão, a publicidade cresceu 1%, enquanto na rádio as receitas com os anúncios aumentaram 3% até setembro. No segmento outras receitas, que inclui as áreas do Digital, Música e Eventos, assim como a holding e os serviços partilhados do grupo, houve também uma melhoria de 16% em termos homólogos.

A Plural contribuiu de forma expressiva para a melhoria das receitas, já que a produtora subiu as receitas em 12% entre janeiro e setembro, para 23,35 milhões de euros, graças ao “aumento substancial da atividade de produção televisiva em Portugal”.
 

2018-11-09 | Atualidade Nacional

Terminou mais uma edição do maior encontro europeu de inovação e empreendedorismo


2018-11-09 | Atualidade Nacional

No âmbito do acordo a 10 anos assinado em outubro


Negócio deverá estar concluído no 1º semestre de 2019


Para financiar investimento em startups tecnológicas


2018-11-12 | Breves do Sector

Parceria para o segmento empresarial


2018-11-05 | Breves do Sector

Grupo é parceiro tecnológico do evento pelo 3º ano consecutivo