Novabase cresce com internacionalização

2017-07-27 O processo de internacionalização está a dar frutos na Novabase. A atividade fora de Portugal representava no final de junho 60% da operação da tecnológica e justifica a subida de 41% nos lucros, para um total de 3,9 milhões de euros no primeiro semestre. As apostas estratégicas definidas vão manter-se a té final do ano, como o reforço dos investimentos em I&D e a seletividade nas ofertas em que trabalha.

Depois de ter vendido o negócio de infraestruturas e ter regressado ao PSI-20, a Novabase reforço a sua aposta lá fora. O volume de negócios no exterior cresceu nos seis primeiros meses do ano 15%, representando a Europa dois terços da atividade fora de Portugal. No total, a tecnológica teve um volume de negócios de 72,4 milhões de euros, mais 13% que um ano antes. 43,4 milhões de euros vieram do exterior (37,6 milhões no primeiro semestre de 2016).

O seu líder, Luís Paulo Salvado, reitera os objetivos para este ano, esperando obter um volume de negócios de 140 milhões e de um EBITDA superior a 10 milhões.

Na comparação homóloga, os indicadores já excluem o negócio de infraestruturas vendido em outubro de 2016 à Vinci por 38,4 milhões de euros. O valor da operação acabou por ser revisto este ano, em 2,7 milhões, para os 41 milhões de euros. A uma operação que justifica a queda de 15% no número de trabalhadores da Novabase, para os 2,074 mil.

2017-10-17 | Atualidade Nacional

Núcleo de acionistas controladores chega a acordo


2017-10-17 | Atualidade Nacional

Líder do grupo fez encontro de quadros em Lisboa


Relatório anual ‘5G Readiness' da Ericsson


2017-10-17 | Breves do Sector

Para data centers e clouds privadas