Oracle Portugal cresce a 2 dígitos e inaugura centro de competências

2019-10-04 A subsidiária nacional da gigante Oracle cresceu acima do grupo no primeiro trimestre do seu ano fiscal, entre 1 de junho e 31 de agosto, alcançando um reforço de dois dígitos. A empresa, que vai inaugurar oficialmente no próximo dia 10 o novo Centro de Inovação e Tecnologia Mundial no Porto, dedicado a desenvolver soluções para o retalho para todo o mundo, mantém um outlook positivo para o corrente ano fiscal, uma vez que há cada vez mais empresas atentas à necessidade de serem cada vez mais digitais.

Num encontro com a comunicação social, Bruno Morais, country manager da Oracle Portugal, destacou à crescente adesão do mercado às soluções cloud da companhia, especialmente por parte do setor dos serviços financeiros, o que mostra um ritmo cada vez mais acelerado dos processos de digitalização das organizações.

No ano em que a subsidiária nacional comemora 30 anos de vida, será também inaugurado oficialmente na próxima quinta-feira, dia 10 de outubro, o novo Centro de Inovação e Tecnologia Mundial, que está vocacionado para a área do retalho. Este novo centro, que ficará em Matosinhos, vai dedicar-se ao desenvolvimento global de produtos e à costumização de produtos para os clientes ao nível mundial. O objetivo é, no prazo de um ano, ter a trabalhar no centro cerca de 100 pessoas, maioritariamente de engenharia informática. Para a contratação de talento, Bruno Morais adiantou que estão a ser feitas algumas parcerias com universidades e parceiros da empresa.

O responsável da Oracle Portugal adiantou ainda que a subsidiária portuguesa vai beneficiar com o novo portfolio de produtos alargado, anunciado no Oracle Open World, em São Francisco, há 2 semanas. Neste momento, a tecnológica está a estabelecer parcerias na área da cloud com outras empresas, como a que anunciou em junho com a Microsof para o Azzure ou, mais recentemente, com a VMware, para suportar a estratégia de cloud híbrida.
 
 
 

2019-11-13 | Atualidade Nacional

Grupo sobe receitas e clientes em todos os segmentos de mercado


2019-11-13 | Atualidade Nacional

Com crescimento nos negócios fixo e móvel


Negócio deverá ficar fechado em 2020


Em causa está a preferência dos consumidores pelo online