Portugal eHealth Summit: TIC têm papel essencial

2017-04-06 As TIC são essenciais para o setor da saúde. São o catalisador e o agente facilitador da transformação de uma área essencial. Com ganhos evidentes para os clientes/pacientes e para o sistema como um todo. Há já muita coisa acontecer em Portugal e muito mais se perspetiva, graças à rápida evolução tecnológica e a um ecossistema de inovação nacional que já está a fornecer inúmeras soluções disruptivas e com valor para agilizar, trazer eficiência e competitividade ao setor, com enormes benefícios para os utentes. Esta é a visão dos operadores de comunicações que participaram no Portugal eHealth Summit, que hoje terminou em Lisboa.

Num painel sobre “Inovação, Comunicação e Saúde”, moderado por Rogério Carapuça, Presidente da APDC, Manuel Ramalho Eanes (NOS), João Zúquete (PT Portugal) e Pedro Nascimento (Vodafone) deixaram bem claro o que os respetivos grupos estão a fazer no setor da saúde, antecipando que muito mais estará para vir no futuro.

Há quatro áreas onde as TIC podem ser fundamentais para a saúde. Desde logo, garantem a conetividade ao nível das infraestruturas. Os players de IT aportam também ao setor um conjunto de peças tecnológicas que trazem mudanças importantes e muito valor.

Acresce a disponibilização de plataformas essenciais como a rede móvel e a televisão, que são criticas para as novas formas de prestação de serviços e que democratizam a saúde. Os operadores TIC são ainda um verdadeiro agente de transformação e um catalisador do ecossistema de inovação.

Do debate, ficou claro que há ainda muitos paradigmas tecnológicos que vã o chegar e que vão potenciar novas e inovadoras soluções para o setor da saúde. Pelo que todos concordam que o papel das TI é fundamental e verdadeiramente transformacional, como o evidenciam vários projetos piloto que já estão a ser desenvolvidos por todos os operadores, em parceria com os players da saúde.

As redes e sistemas integrados são um contributo fundamental dos operadores. Permitem tornar o trabalho dos profissionais de saúde cada vez mais facilitado e levar os cuidados de saúde e o suporte aos clientes/pacientes de uma forma mais fácil, rápida e de qualidade. E há muitas coisas a decorrer em Portugal.

Trata-se de uma verdadeira experiência transformacional, onde o recurso a ferramentas como o big data e as técnicas cognitivas estão cada vez mais ao serviço do paciente e dos milhares de profissionais do setor.
 

2017-09-22 | Atualidade Nacional

Operador do serviço universal terá que aplicar novas regras já em outubro


2017-09-22 | Atualidade Nacional

Sentido provável de decisão do regulador setorial


Poderia afetar 2 mil milhões de utilizadores à escala global


Objetivo é agilizar mudanças no mercado mundial


2017-09-19 | Breves do Sector

Parceria responde às mudanças no panorama de segurança


2017-09-19 | Breves do Sector

Para otimizar as suas aplicações e serviços