Regulador confirma que CTT falharam na qualidade de serviço

2017-11-08 A Anacom acaba de confirmar, em decisão final, que os CTT não cumpriram em 2016 as metas em termos de qualidade de serviço, no que respeita ao valor mínimo fixado para o indicador correio normal não entregue até 15 dias úteis. A empresa terá agora que aplicar o mecanismo de compensação, tendo que baixar preços.

Segundo o comunicado do regulador, o mecanismo de compensação implica que a concessionária do serviço postal universal, os CTT,  tenha que aplicar uma dedução de 0,03 pontos percentuais à variação média ponderada dos preços do cabaz de serviços de correspondências, encomendas e correio editorial permitida para 2017. Esta dedução terá que beneficiar a universalidade dos utilizadores daqueles serviços e ser integralmente aplicada até 31 de dezembro.

Os CTT deverão ainda notificar a Anacom sobre a dedução de preços a implementar, antes da sua aplicação, e informar sobre o cumprimento desta decisão. Terão ainda que corrigir a informação divulgada no seu site, sobre os valores dos indicadores de qualidade de serviço verificados em 2016, no prazo de 10 dias úteis a contar da data de notificação da decisão final. Assim como nos estabelecimentos postais, no prazo de 20 dias úteis a contar da mesma data.

2018-09-21 | Atualidade Nacional

Para reforçar capacidade de resposta do Centro de Excelência Outsystems


Para resolver disputa entre Comcast e Fox, que dura há quase 2 anos


Preço base de licitação será de apenas 30 milhões de euros


2018-09-18 | Breves do Sector

Com utilização de nova tecnologia de Metal Jet


2018-09-18 | Breves do Sector

Solução de processo de compra inteligente