Sonaecom sobe lucros em 39% em 2016

2017-03-14 A Sonaecom fechou o exercício de 2016 com um reforço de 39% dos lucros, para 48,1 milhões de euros. Um valor que ficou a dever-se a um efeito positivo na rubrica dos impostos e a resultados indiretos com a aquisição de fundos de caputal de risco. Já a NOS pesou negativamente, em resultado da perda do valor das ações. A holding da Sonae para as comunicações e TI vai distribuir metade dos resultados pelos acionistas.

Um efeito positivo na rubrica impostos, com a entrada de 22,2 milhões de euros, em resultado da liquidação de duas subsidiárias na Holanda - a Sonaecom BV e a Sonaetelecom BV, a par de 28,5 milhões de euros relacionados com a aquisição da Armilar Venture Funds, permitiram à Sonae subir os resultados líquidos em 39%. Sem estes efeitos, teriam ficado em 19,3 milhões de euros, o que significaria menos 41,7% que no ano anterior.

Isto porque a Sonaecom teve resultados antes de impostos negativos de 2,8 milhões de euros. O EBITDA foi consumido com amortizações e depreciações, que aumentaram 43,2% para 15,5 milhões de euros, e com os resultados financeiros, que tiveram um custo líquido de 5,3 milhões de euros.

Segundo a empresa, estes foram “influenciados negativamente pelo ajustamento ao justo valor da participação direta na NOS, que tem por base o preço de mercado até à sua venda e que resultou num valor negativo de 15,7 milhões de euros”. Um valor que não foi compensado pelos dividendos de 1,8 milhões de euros recebidas da NOS nem pela mais-valia gerada pela venda de 2,14% que a Sonaecom detinha diretamente no operador.

Recorde-se que a Sonaecom detém a participação na NOS através da Zopt, onde controla 50%, sendo os demais 50% da empresária angolana Isabel dos Santos. No ano passado, a cotação da NOS caiu mais de 20%. A empresa detém ainda um conjunto de empresas na área de TI:  WeDo, Saphety, S21Sec, Bizdirect, InovRetail, Britght Pixel e Stylesage. Passou recenteente e deter posições em três fundos de capital de risco - Armilar Venture Funds - adquiridos ao Novo Banco, com os quais entrou em empresas como a Outsystems e Feedzai.

O volume de negócios da Sonaecom foi de 116,7 milhões de euros no ano passado.

2017-06-21 | Atualidade Nacional

No âmbito da Watson Portugal Summit 2017


2017-06-21 | Atualidade Nacional

João Cadete de Matos é o nome escolhido para liderar regulador


Fundador da plataforma mantém-se na administração


Desenhada para ser intuitiva, reconhece necessidades, mitiga ameaças e aprende de forma continuada


2017-06-19 | Breves do Sector

Prevendo atingir os 70 colaboradores ainda em 2017