Tráfego de comunicações mais perto dos níveis pré-pandemia

2020-06-26 Na semana de 15 a 21 de junho, o tráfego de dados aumentou 2% face à semana anterior, com os dados fixos a subirem 3% e os dados móveis a caírem 7%. Comparando com a fase pré-COVID, o tráfego de dados registou um aumento de 43%, com os dados fixos a subirem 46% e os móveis apenas 1%.  Já o tráfego de voz recuperou as perdas da semana anterior, em que se verificaram dois feriados nacionais, retomando a tendência decrescente. Está agora 13% acima do verificado no período anterior à crise.

A ANACOM destaca que, em comparação com a semana anterior, todos os tipos de tráfego aumentaram, com exceção dos dados móveis que diminuíram 7%. O tráfego de dados fixos apresenta o maior desvio face ao período anterior à COVID19 (+46%), e representa mais de 95% do total do tráfego de dados. Os dados móveis estão apenas 1% acima do verificado naquele período.

Os tráfegos de voz móvel e de voz fixa estão a aproximar-se dos valores anteriores à pandemia, encontrando-se 12% e 15% acima do verificado naquele período, respetivamente. A voz móvel tem um peso de 89% no total do tráfego de voz.

Já no que respeita ao tráfego de encomendas postais, aumentou 48% face à semana anterior que teve apenas três dias úteis. O número de encomendas foi 23% superior ao da semana anterior à declaração de pandemia, sendo que as encomendas nacionais aumentaram 53%. Já as encomendas enviadas para outros países e recebidas do exterior cresceram 50% e 28%, respetivamente. Todos os tipos de encomendas ficaram acima dos valores contabilizados na semana anterior à declaração de pandemia (semana de 2 a 8 de março de 2020).

Na mesma semana em que se assistiu a um crescimento no tráfego de dados, também se verificou um aumento do número de testes à velocidade do serviço de acesso à Internet efetuados com o NET.mede, tanto nos acessos fixos residenciais como nos acessos móveis. Assim, entre 15 a 21 de junho foram registados 3246 testes nos acessos fixos residenciais, ligeiramente acima da semana anterior, número que compara com 2000 testes/dia no período pré-pandemia.

No que respeita aos acessos móveis, a redução verificada no consumo de dados móveis refletiu-se numa redução do número de testes realizados, 935, contra 1083 na semana anterior. Ainda assim, os tetes aos acessos móveis está muito acima dos 368 testes por dia realizados antes da pandemia.

Lisboa e Porto foram os concelhos com o maior volume de testes, independentemente do período em análise, tendo sido também os concelhos em que se verificou um aumento mais acentuado dos testes (mais 1064 em Lisboa e mais 428 no Porto) face ao período antes da pandemia.

2020-07-09 | Atualidade Nacional

Projeto desenvolvido em parceria pela APDC, IEFP e CCISP


2020-07-09 | Atualidade Nacional

Estudo sobre a adoção desta solução realizado pela Deloitte


2020-07-09 | Atualidade Nacional

Calendário da ANACOM prevê atribuição de frequências até fevereiro de 2021


2020-07-08 | Atualidade Nacional

Centro foca-se no serviço e apoio a clientes e parceiros na EMEAR


2020-07-07 | Atualidade Nacional

No âmbito do Plano de Ação para a Transição Digital


2020-07-07 | Atualidade Nacional

Presidente da APDC no webinar “A Step Into the Future”


2020-07-03 | Atualidade Nacional

Na sequência da sua integração no grupo que opera ao nível europeu


2020-07-02 | Atualidade Nacional

Regulador aprova vários projetos de decisão agora em consulta pública


2020-07-02 | Atualidade Nacional

Ficando responsável pela continuidade dos negócios


2020-07-02 | Atualidade Nacional

Comissão executiva percorre 20 municípios e 10 distritos