Vodafone Portugal sobe receitas com negócio fixo

2018-07-25 O operador liderado por Mário Vaz viu as suas receitas subirem 3,4% no segundo trimestre do ano, obtendo 254 milhões de euros no segundo trimestre deste ano. As receitas de serviços foram de 239 milhões, mais 3,6% que em período homólogo, alavancadas pelo crescimento do serviço fixo de comunicações.

A Vodafone Portugal ficou no trimestre, o primeiro trimestre do seu ano fiscal, com 670 mil clientes do negócio fixo, mais 11% que em igual período de 2017. Já no segmento móvel, ficou com 4,6 milhões de clientes, sendo 1,8 milhões clientes 4G (com um crescimento de 25%).

De acordo com o CEO do operador, “a consistência e a evolução da estratégia” traçada pela empresa superou mesmo o desempenho das demais subsidiárias do grupo na Europa. No comunicado, adianta-se que a Vodafone “prossegue a trajetória de crescimento das receitas de serviços, principal indicador de negócio, suportada sobretudo pela evolução consistente do serviço fixo a dois dígitos".

No comunicado, destaca-se entre as várias iniciativas do trimestre, a criação do 5G Hub, um laboratório de inovação para impulsionar a rede móvel do futuro e de produção de conhecimento nacional, que reúne parceiros ligados ao sector das telecomunicações, Indústria, universidades, investigadores e startups.

Destaque ainda para a aposta no Rock in Rio Lisboa, onde, como parceiro tecnológico do evento, instalou antenas com tecnologia 5G Ready, garantindo comunicações ultrarrápidas aos mais de 278 mil visitantes que passaram pelo recinto, e lançou a Vodafone Digital Rock City.  Este projeto de cariz tecnológico materializou-se na implementação de soluções Vodafone IoT de última geração no Parque da Bela Vista.

2018-10-18 | Atualidade Nacional

Na definição dos novos parâmetros de qualidade do serviço


Alemã sobre previsões para o total do ano


Graças à procura de 5G nos EUA e aos upgrades na Europa