Altice mostra edifícios emblemáticos da gestão de infraestruturas

2018-07-23 Numa lógica de partilha de conhecimento, a Altice Portugal vai abrir ao longo deste verão as portas de alguns dos seus edifícios mais emblemáticos na gestão de infraestruturas, com impacto na transmissão de comunicações em Portugal e no mundo. Esta iniciativa é exclusiva para os participantes da Ciência Viva e decorre até 15 de setembro.

Assim, curiosos de todas as idades poderão inscrever-se em mais de 800 ações distribuídas por todo o país, entre as quais a visita aos edifícios da Altice Portugal, responsáveis pelo tráfego de comunicações e a interligação entre Portugal e os cinco continentes.

Entre eles está o Centro Emissor de Sinais de Televisão de Monsanto, localizado no interior do Parque Florestal de Monsanto. É o ponto mais importante da rede de distribuição de serviços de teledifusão da Altice. Suporta, entre outras, as antenas de emissão do sinal de TDT do emissor de Monsanto e contém um ponto agregador e de distribuição de todos os canais de te e rádio para as plataformas MEO IPTV, MEO GO! e MEO Satélite. Quer os canais internacionais vindos dos EUA, Europa, África ou Ásia, quer os canais produzidos em Portugal, têm neste centro um ponto de confluência antes de serem adaptados aos formatos de distribuição. São, ainda, geridos nesta torre os eventos em direto antes de chegarem às regies das estações de TV, numa cadeia de distribuição extensível a todos os telespectadores do país, independentemente do operador.

Já o Centro de Satélites de Sintra conta com 27 antenas de médio/grande porte (além de várias outras de pequena dimensão), distribuídas pelos seus 7,5 hectares. É a partir deste ponto que são asseguradas transmissões de tv e rádio, comunicações de telefonia e dados para países africanos e asiáticos, VSATs e Hosting de estações de outros operadores globais de satélites.

O Centro de Cabos Submarinos de Sesimbra tem o cabo submarino analógico SAT, ligando Portugal à África do Sul, com estações intermédias nas Canárias, Sal e Ascensão, e o cabo submarino UK-Portugal, com amarração em Goonhilly e Sesimbra. Hoje, o Centro conta com o maior cabo submarino WDM de fibra ótica do mundo, com amarrações em 44 países, desde a Austrália, com passagem pelo Japão, Médio Oriente, países do Mediterrâneo e Alemanha. A partir desta estação da Altice Portugal, saem cabos que ligam Portugal diretamente aos 5 continentes.

Por fim, a Torre Altice, no Monte da Virgem, no Porto, assegura a emissão do sinal de TDT, sendo um ponto de grande importância em termos de ligações hertzianas, quer da rede core da Altice Portugal, quer dos circuitos para os diferentes operadores e, adicionalmente, um ponto de receção de sinais das delegações regionais dos operadores de TV da zona norte do país.

A participação ativa da Altice Portugal na iniciativa da Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica materializa uma estratégia de valorização do conhecimento e da preservação de uma herança patrimonial com impacto na comunicação de todos os portugueses e visitantes de Portugal.

2018-08-09 | Atualidade Nacional

Sobre a oferta para acesso a postes


2018-08-07 | Atualidade Nacional

Regulador setorial propõe entregar ao Estado 33,6 milhões


Com criação de 700 mil postos de trabalho ao longo dos próximos 3 anos


No desenvolvimento de veículos inteligentes conectados


2018-08-02 | Breves do Sector

App NOS Kids disponível para Android e iOS e brevemente na web