Critical Techworks inicia atividade

2018-10-10 Acaba de ser criada a Critical Techworks, que resultou de uma joint-venture entre a tecnológica portuguesa Critical Software e o BMW Group. A nova empresa foca-se no desenvolvimento de soluções de software para diversas áreas do grupo automóvel, destacando-se como as áreas de especialização a conectividade de veículos inteligentes, smart factories, customer ecosystems, serviços de mobilidade, realidade aumentada e análise de dados.

A Critical TechWorks, com centros de engenharia no Porto e em Lisboa, emprega já mais de 200 pessoas. A empresa, cuja criação está alicerçada na importância crescente da transformação digital nos setores automóvel e da mobilidade, está apostada em manter um ritmo de crescimento dinâmico e pretende alcançar um total de 500 colaboradores até ao final de 2019. A médio prazo, este número deverá crescer para os quatro dígitos.

O objetivo é crescer de forma sustentada, tendo como pilares o conhecimento e a experiência no sector automóvel e da mobilidade, que a Critical Software e o BMW Group adquiriram ao longo de várias décadas de atividade

“Criar de raiz uma empresa de engenharia com as características da Critical TechWorks é uma oportunidade que surge uma vez na vida. O software terá um papel fundamental no futuro da mobilidade e da indústria automóvel e nós planeamos ser uma referência não só no contexto português, mas também mundial” afirma Rui Cordeiro, CEO da Critical TechWorks.

A Critical Techworks une a capacidade de engenharia de software da Critical Software ao conhecimento de desenvolvimento de produtos do BMW Group para criar soluções inovadoras que vão equipar as próximas gerações de veículos BMW, e conceber os serviços de mobilidade do futuro em áreas de especialização.
 

2018-10-12 | Atualidade Nacional

Para dar resposta ao crescimento registado na operação


2018-10-11 | Atualidade Nacional

Através de protocolo de colaboração com UA


Pela primeira vez, segundo dados da Gartner


2018-10-10 | Breves do Sector

Com arquitetura AMD Ryzen Pro e desempenho de uma workstation