Ericsson disponibiliza redes de comunicação de banda larga críticas

2019-02-08 A Ericsson lançou um portfólio de comunicações críticas de banda larga para fornecedores de serviços. Com ele, os fornecedores de serviços poderão responder às necessidades e missão de negócios críticos das indústrias e agências de segurança pública, à medida que a digitalização e a modernização das comunicações terrestres por rádio aumentam.

Quando a comunicação é interrompida por minutos, segundos ou mesmo milésimo de segundos, pode conduzir a enormes consequências para as operações de negócios - ou sérias implicações para a segurança pública - a necessidade de comunicação rápida e confiável é, portanto, essencial.

Estas comunicações críticas são usadas em diversas áreas: desde os profissionais de saúde de emergência médica e serviços de emergência em todo o país até a empresas de segurança das empresas. Há uma procura crescente por banda larga de negócios e missão crítica para este tipo de utilização. Os fornecedores de serviços precisam fornecer o mais alto nível de disponibilidade, confiança e segurança para responder a essa exigência.

Como resposta às necessidades dos utilizadores de comunicações, a Ericsson desenvolveu um novo portfolio composto por três ofertas: recursos de rede críticos; aplicações críticas de banda larga; e implementações flexíveis para redes privadas locais e redes LTE de missão crítica em todo o país.

“Detetámos oportunidades de crescimento para fornecedores de serviços e operadores governamentais, abordando novos segmentos com redes LTE/5G. O nosso portfólio de banda larga permitirá que os nossos clientes protejam com eficácia as necessidades críticas de comunicação de setores como segurança pública, energia e serviços públicos, transporte e produção”, diz Narvinger, Head of Product Area Networks da Ericsson.

Assim, esta oferta inclui recursos avançados para desempenho de rede crítica e abrange o seguinte: elevada disponibilidade de rede; operação multirede com técnicas de partilha; e cobertura e capacidade para aplicações críticas. Também inclui recursos de segurança de rede que garantem que os serviços sejam mantidos mesmo quando a infraestrutura estiver sob ataque. Finalmente, qualidade de serviço, prioridade e preempção garantem o desempenho de latência e os requisitos de capacidade durante elevados picos e congestionamento.

O portfolio abrange ainda p Ericsson Group-Radio, que fornece serviços push-to-talk, dados e vídeo de mission-critical. Isso permitirá, por exemplo, que as equipas de segurança, como a polícia, sejam mais eficientes na execução de serviços comunitários que exijam banda larga móvel avançada. E permite implementações flexíveis para redes privadas, permitindo que os fornecedores de serviços ofereçam soluções e serviços de rede de banda larga críticos e escaláveis para setores críticos.

2019-04-18 | Atualidade Nacional

Na sequência da posição tomada pelo regulador


2019-04-18 | Atualidade Nacional

Anacom ficará com responsabilidade sobre o serviço informativo 118


Rede social estreia-se hoje na Wall Street


Suíça é o primeiro país da Europa a disponibilizar serviços


2019-04-15 | Breves do Sector

Sistema de gestão de tráfego aéreo não tripulado poderá reduzir as emissões de CO2 até 25%


2019-04-10 | Breves do Sector

Através da automatização de processos nos vários setores industriais