Fibra da Altice Portugal já liga Serra da Estrela

2018-03-13 A fibra ótica da Altice Portugal já começou a ser instalada no Maciço Central da Serra da Estrela. A ocasião foi assinalada em Seia e em Oliveira do Hospital. Este investimento de vários milhões de euros vai criar infraestruturas que permitirão a ligação das populações às autoestradas da informação, beneficiando escolas, hospitais, unidades hoteleiras, empresas e particulares.

"Estamos aqui para celebrar o arranque de um projeto muito importante. Seis concelhos - Seia, Gouveia, Oliveira do Hospital, Manteigas, Covilhã e Fundão - mais de 50 freguesias, 150 mil pessoas, mais de 75 % do território destas regiões coberto com fibra ótica da Altice Portugal. Um marco histórico, um projeto com sentido de Estado, com sentido de responsabilidade social, um projeto inédito de investimento significativo, mas que fazemos de forma consciente", afirmou Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, durante a cerimónia de lançamento do projeto.

A fibra ótica abrangerá cerca de 75% do território constituído pelos concelhos de Seia, Covilhã, Manteigas, Gouveia, Fundão e Oliveira do Hospital, sendo este investimento considerado já, pelos autarcas destes concelhos, o maior investimento da década e que, desde o primeiro minuto, mudará o paradigma desta região, bem como o seu contexto socioeconómico, pelas claras vantagens de atratividade, captação de investimento privado e consequente criação de emprego.

"A proximidade é para nós um vetor chave. Além dos investimentos que fazemos de uma perspetiva comercial, no âmbito da infraestruturação de fibra ótica é fundamental que estejamos próximos das regiões que por outros têm sido esquecidas. Na verdade, no próximo verão os nossos emigrantes, quando nos visitarem, vão poder comunicar através de banda larga de alto débito, na sua terra, na sua aldeia, junto das suas gentes. Isto também é para eles”, acrescentou Alexandre Fonseca.

O gestor relembrou o investimento recentemente decidido para o Data Center da Covilhã, os cerca de 80 postos de trabalho do Call Center de Oliveira do Hospital, bem como os mais de 200 postos de trabalho, quer no concelho da Covilhã, quer no da Guarda, quer no de Castelo Branco, quer ainda no de Viseu, totalizando perto de mil novos postos de trabalho num raio de 100km.

2018-06-15 | Atualidade Nacional

Operação deverá ser chumbada pelo regulador


2018-06-15 | Atualidade Nacional

Para pagar o empréstimo obrigacionista


Oferta de gigante de comunicações é de 65 mil milhões de dólares


2018-06-14 | Breves do Sector

Para responder às necessidades das empresas dentro e fora do escritório


2018-06-14 | Breves do Sector

Com vasto conjunto de soluções IoT