Lisbon Challenge’17 recebeu candidaturas de 36 países

2017-07-20 A edição Lisbon Challenge’17, programa internacional de aceleração de 3 meses, acaba de fechar as inscrições. A Beta-i recebeu 258 candidaturas de 36 países diferentes. Além de Portugal, a Alemanha, Itália, Espanha e o Reino Unido estão no Top 5 dos países com mais candidaturas. Procuram-se projetos de base tecnológica de machine learning, AI, big data, IoT, telecomunicações, retalho, indústria 4.0 e mobilidade.

Este programa de 10 semanas, considerado este ano o 2º acelerador mais dinâmico da Europa pela Fundacity, é um dos mais prestigiados e intensos programas internacionais para startups que queiram focar-se no desenvolvimento e validação do produto

“A principal novidade para este ano é o facto de este programa migrar de um formato non-equity, sem qualquer tomada de participações ou investimento, para um acelerador associado a um fundo de investimento”, diz Isabel Salgueiro, Lisbon Challenge Program Director.

Serão selecionadas até 10 startups, que vão receber logo à partida 10 mil euros, em troca de 1,5% do seu capital, sendo este montante assegurado pela LC Ventures, sociedade de capital de risco associada à Beta-i. Daqui serão selecionadas até 10 startups para o programa de aceleração, que tem lugar ao longo de 10 semanas, e que vai decorrer entre 25 de setembro e 7 de dezembro.

“A Beta-i procura projetos de base tecnológica nas áreas de machine learning, inteligência artificial, big data, internet of things, telecomunicações, retalho, indústria 4.0 e mobilidade. Depois de uma primeira triagem, serão escolhidas até 30 startups para o bootcamp, que dura uma semana e terá lugar no início de setembro”, continua aquela responsável.

Em cada edição, as várias equipas têm oportunidade de contactar com mais de 200 mentores e investidores internacionais, ao mesmo tempo que participam em workshops, sessões de prática de apresentação, e eventos de networking. Num ambiente cosmopolita, encontram também diversas oportunidades para fazer crescer a sua rede de contactos, aprender com outras equipas, e evoluir todas as semanas.

O Lisbon Challenge arrancou em 2013 e, ao longo das suas sete edições, contou já com a participação de 185 startups de 28 países. As equipas que passaram por este programa somam algo como 54 milhões de euros de investimento total.
Startups como a agora famosa Uniplaces, a plataforma de acomodação para universitários, a Infraspeak, segunda startup portuguesa a ser investida pela 500 Startups, ou a Unbabel, uma plataforma escalável de serviços de tradução, passaram todas por este programa no passado.

2017-12-08 | Atualidade Nacional

Restantes 5 projetos vão continuar a trabalhar nos respetivos pilotos


Para pagar 13 mil milhões de euros em impostos devidos


Medidas para simplificar entram em vigor até 2021


2017-12-05 | Breves do Sector

Destinada a simplificar experiência do cliente


2017-12-05 | Breves do Sector

Huawei patrocina Wonderland Lisboa 2017