MEO e Cofina renovam contrato para emissão da CMTV

2017-12-05 A MEO e a Cofina chegaram a acordo para a renovação do contrato de distribuição do canal CM TV na plataforma do operador por mais três anos. Disponível na posição 8 da grelha de programação da MEO desde 2013, o canal é hoje líder de audiência no segmento de televisão por subscrição.

Desde o seu lançamento, a MEO apostou na disponibilização de conteúdos nacionais e em português, e em 2013, em parceria com a Cofina, apostou no canal CM TV. Este foi-se afirmando no panorama televisivo português, sendo hoje um player destacado na informação e entretenimento em português e na produção nacional.

A CMTV tem vindo a consolidar a sua liderança nos canais de televisão por subscrição, ocupando no final de novembro e pelo 11º mês consecutivo essa posição. Em novembro, a CMTV registou uma audiência superior a um milhão de espetadores no horário nobre.

“Desde o primeiro momento acreditámos no potencial deste canal e no impacto que iria ter no audiovisual nacional e os nossos clientes deram-nos razão. A capacidade e vontade de ambos os grupos foram fundamentais para o sucesso deste projeto e hoje renovamos o acordo que nos permitirá continuar a disponibilizar aos clientes MEO informação, entretenimento e desporto, num só canal em português e de produção nacional, disponível, na sua TV ou através de tablet ou smartphone”, refere Alexandre Fonseca, CEO da Altice/PT, em comunicado conjunto dos dois grupos.

“O arranque da CMTV foi o início da concretização da sua estratégia de diversificar da imprensa escrita, e criar uma nova área de crescimento e rentabilidade na área da televisão e audiovisual. A parceria com o MEO foi crítica para este arranque e contribuiu para que, também na televisão, a informação do Correio da Manhã, ocupe um lugar de liderança”, acrescenta Paulo Fernandes, CEO da Cofina.

2018-11-09 | Atualidade Nacional

Terminou mais uma edição do maior encontro europeu de inovação e empreendedorismo


2018-11-09 | Atualidade Nacional

No âmbito do acordo a 10 anos assinado em outubro


Negócio deverá estar concluído no 1º semestre de 2019


Para financiar investimento em startups tecnológicas


2018-11-12 | Breves do Sector

Parceria para o segmento empresarial


2018-11-05 | Breves do Sector

Grupo é parceiro tecnológico do evento pelo 3º ano consecutivo