Prémios everis para o empreendedorismo abre 17ª edição

2018-03-08 Estão aberturas as candidaturas para a 17ª edição dos Prémios everis para o empreendedorismo. Mais um ano a promover a inovação, a investigação e a fomentar o empreendedorismo, os prémios everis vão atribuir 60 mil euros e um pacote de serviços de consultoria avaliado em 10 mil euros ao vencedor a nível mundial. As candidaturas podem ser feitas até ao dia 2 de abril em www.everisawards.com e os projetos terão de se enquadrar numa das seguintes categorias: biotecnologia e saúde, tecnologias industriais e novos modelos de negócio na economia digital.

As candidaturas serão avaliadas por um júri constituído por profissionais da everis, e por clientes com larga experiência na avaliação de projetos de empreendedorismo. Após uma avaliação minuciosa de todos os projetos, tendo em conta o nível de inovação, o modelo de negócio e a solução apresentada, a fundação everis irá realizar uma série de semi-finais em Madrid e Barcelona

Para António Brandão de Vasconcelos, Chairman da everis em Portugal e trustee da Fundação everis, “o Prémio everis é um marco muito importante no nosso ano, um momento em que estamos em contacto direto com jovens empreendedores provenientes de todo o mundo. São mais de 30 países diferentes a concorrer, uma diversidade riquíssima onde há lugar a partilha de um imenso conhecimento. Portugal é um país altamente inovador e os projetos que têm vindo a participar nos prémios everis são de uma enorme qualidade, representando o país da melhor forma.”

A última edição dos Prémios everis registou 1.042 candidaturas provenientes de 30 países diferentes, um número recorde que ultrapassa largamente o máximo registado na edição anterior. Os projetos provenientes de Portugal têm obtido especial reconhecimento nos últimos 5 anos, somando duas menções honrosas e dois primeiros lugares, estes últimos em 2015 e 2016.

Na edição de 2017, Portugal esteve representado por 12 startups semi-finalistas, das quais duas chegaram à final: Heptasense e PEGASEMP, na área da tecnologia e da saúde, respetivamente. Em 2016, a Exogenus Therapeutics, uma empresa biotecnológica portuguesa, foi a grande vencedora a quem a Fundação entregou 60 mil  euros e 10 mil euros em serviços de consultoria. Vocacionada para o desenvolvimento pré-clínico e clínico de terapias celulares aplicadas à medicina regenerativa, a empresa desenvolveu o Exo-Wound, para o tratamento de feridas crónicas que afetam mais de 75 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais 70% não têm cura com os tratamentos padrão.

2018-12-07 | Atualidade Nacional

Operador assina protocolos com várias autarquias


Por uso de dados para fins comerciais


2018-12-06 | Breves do Sector

Primeiro evento internacional dedicado a investidores


2018-12-05 | Breves do Sector

Monitores de análise clínica otimizados para configurações de assistência médica