Serviço ao cliente da NOS conquista todos os prémios da categoria telecomunicações

2017-05-22 O serviço ao cliente da NOS acaba de conquistar quatro distinções nos prémios APCC Portugal Best Awards 2017. As linhas de apoio ao cliente de telemóvel, pacotes de tv e profissionais e empresas distinguem-se entre as melhores do país nas categorias ‘Telecomunicações’ e ‘Gestão em Outsourcing’.

Anualmente, a Associação Portuguesa de Contact Centers promove os APCC Portugal Best Awards com o objetivo de distinguir as organizações que mais se destacam, pela implementação e adoção de Boas Práticas Organizacionais, na atividade de Contact Centers em Portugal.

Na edição de 2017, a NOS vê reconhecida a aposta em disponibilizar, todos os dias, um serviço de excelência aos seus clientes com a atribuição de quatro troféus. Na categoria relativa às ‘Telecomunicações’ a NOS arrecadou todos os prémios: a Linha 16993 (serviço Telemóvel) foi reconhecida como a melhor do setor, conquistando o galardão de ouro, o troféu de prata foi atribuído à Linha 16990 (Pacotes de TV) e o de bronze à Linha 16100, destinada a Profissionais e Empresas. Extra setorial, a linha empresarial da NOS ganhou ainda o 3º prémio na categoria ‘Gestão em Outsourcing’, operada pela ARMATIS.

O operador tem sido distinguido com os prémios APPC desde que nasceu, em 2014, sendo este o 4º ano que representa o ‘Melhor Serviço ao Cliente’ do país, na categoria ‘Telecomunicações’. Recorde-se que mesmo a nível mundial, o Serviço ao Cliente da NOS tem-se assumido como uma referência. Em novembro de 2016, conquistou três medalhas de ouro nos prémios Contact Center World 2016, considerados os Óscares do Serviço ao Cliente.

2018-02-19 | Atualidade Nacional

No âmbito da investigação e desenvolvimento


2018-02-19 | Atualidade Nacional

1ª de uma rede para apoiar a indústria 4.0


Impulsionada pelo crescimento exponencial da Oracle Cloud


Decisão final fica para os accionistas da empresa


2018-02-19 | Breves do Sector

Para fornecedores de serviços de segurança geridos


2018-02-16 | Breves do Sector

Solução recorre à Internet das Coisas